25 set 2020
Como a solução luz ultravioleta do conjunto de soluções BioSafe age na desinfecção dos banheiros?
Cansado de ler? Então ouça este artigo:

Desde o início da disseminação da COVID-19, a Marcopolo criou grupos específicos para avaliar e minimizar os impactos da pandemia nos negócios. Essas equipes atuam especialmente para buscar soluções inovadoras e eficientes que ajudem no combate ao vírus.

Em determinado momento, ainda no começo da pandemia, a marca identificou que a maioria dos ônibus estava sem circulação. Em algumas regiões, até 90% da frota se encontrava parada. Nesse sentido, um dos grupos da Marcopolo tem atuado fortemente no desenvolvimento de soluções para que os passageiros voltem a ter tranquilidade na hora de frequentar os ônibus.

 

Banheiros: desinfecção por radiação ultravioleta

Uma das soluções desenvolvidas pela Marcopolo para auxiliar o setor nesse momento é a luz ultravioleta na desinfecção dos banheiros dos ônibus. João Gabriel Magnabosco, gerente de Engenharia de Produto, explica que as pesquisas para aplicação da luz UV-C dentro dos sanitários ocorreram em parceria com o Laboratório de Microbiologia Clínica da Universidade de Caxias do Sul (UCS).

“Nós realizamos testes em todas as regiões do banheiro onde o passageiro tipicamente vai tocar, como a torneira, o pega-mão, o vaso, a fechadura da porta. Nessas regiões, chegamos a resultados de 99,9% de eficiência no combate a micro-organismos”, explica Magnabosco.

 

Mas o que é luz ultravioleta?

Existem diferentes tipos de radiação ultravioleta e eles normalmente são divididos conforme o comprimento de onda com o qual viajam pelo ambiente – que está na ordem de nanômetros. Alguns desses raios são mais eficientes na eliminação de germes.

“A luz UV-C é muito eficiente no combate aos micro-organismos. Ela tem um alto poder de penetração. Porém, existem alguns cuidados que nossa equipe técnica tem tomado para sugerir a aplicação dela no veículo, como eliminar a possibilidade de contato do passageiro com a luz, pois a radiação pode ser nociva à saúde. Outro cuidado é a seleção da fonte de luz, porque ela pode emitir radiação de ozônio, gerando outras complicações”, ensina o gerente de Engenharia de Produto.

 

Como a solução funciona?

O sistema é composto por um conjunto de luminárias ultravioletas em quantidade e intensidade ajustadas à configuração do ambiente. As lâmpadas UV-C para desinfecção são acionadas automaticamente após a utilização do sanitário ou em ciclos automáticos durante a utilização do ônibus.

A radiação elimina vírus, bactérias e outros micro-organismos porque consegue penetrar nas células desses patógenos e em sua estrutura genética. Também há evidências de que os raios-ultravioleta podem danificar os aminoácidos e proteínas que protegem o vírus ou permitem que ele se ligue e infecte uma célula hospedeira.

 

Solução pode ser aplicada em veículos em operação

A solução BioSafe voltada para a desinfecção dos banheiros foi pensada para ser aplicada especialmente na frota que já está em circulação. Os novos ônibus obviamente também contam com a tecnologia, mas a novidade tem fácil utilização nos modelos que estão no mercado.

“Elaboramos kits de peças de materiais com instrução de montagem de maneira a poder abranger o maior número de veículos com essa solução. Tudo isso de maneira rápida e podendo beneficiar o público o quanto antes. A solução aumenta a tranquilidade do passageiro em utilizar o ônibus. A novidade tem sido utilizada nos nossos parceiros nacionais e internacionais”, destaca Magnabosco.

 

Sistema com luz ultravioleta também opera em desinfecção de ar-condicionado

A Marcopolo, em parceria com a Valeo Thermal Bus Systems, também desenvolveu um sistema de ar-condicionado com luz ultravioleta para ônibus que possui ação antimicrobiana, auxiliando assim na desinfecção e na qualidade do ar em circulação nos veículos da marca.

A solução da Marcopolo BioSafe possui um dispositivo de luz ultravioleta integrado ao sistema convencional de circulação de ar do equipamento, podendo promover a biossegurança no transporte coletivo. A radiação UV-C emitida, devido à sua potência e ação antimicrobiana, promove a desinfecção do ar e superfícies do aparelho, sendo eficaz na inativação do material genético de vírus e células bacterianas esporuladas, que possuem maior resistência em relação a diversos agentes infecciosos virais envelopados.

Um ensaio realizado pelo Laboratório de Microbiologia Clínica da UCS, que contou com a colaboração da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) nas atividades de medição da potência das lâmpadas, avaliou a eficácia antimicrobiana da radiação ultravioleta instalada no ar-condicionado do ônibus. De acordo com o resultado, a taxa de eficiência alcançou mais de 99%.  A radiação UV-C gerada através de lâmpadas e potencializada pela vazão de ar do ar-condicionado desinfecta o ar e superfícies.

 

Renovação de ar dos ônibus da Marcopolo é maior que mercados e aeroportos

Vale destacar ainda que os modelos da Marcopolo são equipados com dispositivos para renovador de ar abrangendo sistemas naturais, como tomadas de ar, e também sistemas forçados, como ar-condicionado. Todos esses sistemas são capazes de proporcionar a renovação de ar por passageiro variando de 5,6 l/s*pessoa até 23,7 l/s*pessoa.

Em estudo recente realizado em parceria com a UCS e abrangendo modelos de carrocerias da Marcopolo, ficou constatado que as carrocerias de ônibus da marca proporcionam uma renovação de ar até 63% maior do que a vazão exigida em estabelecimentos como supermercados (independente do porte), agências bancárias e saguão de aeroportos. Os valores foram obtidos considerando as condições de capacidade máxima (lotação), e variando a condição do veículo estático e dinâmico.

O estudo demonstra que a capacidade de renovação de ar dos dispositivos de ar-condicionado em ônibus é uma importante aliada no combate à proliferação do vírus, especialmente quando ocorre juntamente com medidas de segurança como o distanciamento necessário, o uso de máscaras e a correta higienização dos veículos e dos sistemas de climatização. Os dados levantados desmistificam a ideia de que o transporte público é um inimigo do combate à COVID-19.

COMPARTILHAR

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

RECEBA NOSSAS

NOVIDADES

A Marcopolo segue as leis de LGPD. Veja nossa política

Coordenação Geral

Departamento de Marketing

marketing@marcopolo.com.br

Produção e edição de textos

Secco Consultoria de Comunicação

Sabrina Leme MTB-RS 15062

Projeto Gráfico

Vinicius Pauletti